Blocos e mais blocos para curtir até quarta-feira de cinzas - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Leandra leal

Blocos e mais blocos para curtir até quarta-feira de cinzas

É carnaval que você quer? Então se prepara para uma maratona de blocos pelas ruas do Rio de Janeiro. É bom o fôlego estar em dia, porque são centenas de opções de todos os tamanhos, tipos e públicos. Pincelamos nossos preferidos do guia oficial para você curtir os cinco dias de folia (sim, incluímos também a quarta-feira de cinzas para quem tiver disposição). Vem com a gente e anota nossas dicas!

SÁBADO

Prepara o despertador que o sábado começa bem cedinho com duas opções clássicas. Às 7h, o gigante Cordão da Bola Preta, que costuma reunir mais de um milhão de foliões pelas ruas do Centro, faz a abertura oficial do carnaval. No mesmo horário, e também sempre lotado, o Céu na Terra toca marchinhas no Largo dos Guimarães, em Santa Teresa.

Clima de azaração e muitas selfies com os amigos dão o tom do Escangalha, que esse ano sai na Rua Jardim Botânico com a Pacheco Leão. Toca sambas-enredo de todas as épocas.

Quem busca sons diferentes, as apostas são o Truque do Desejo, com pagode retrô, que fica parado no Aterro do Flamengo na altura do Quiosque Zeronove, a partir das 9h; e o Multibloco, que promove uma grande mistura de gêneros com uma bateria afiada a partir das 8h na Rua Dídimo, na Lapa. A Quinta da Boa Vista é palco para o Terreirada Cearense, que faz sua mistura de ritmos nordestinos a partir de meio-dia. Bloco para toda a família.

O Prata Preta surgiu em 2004 para revitalizar o carnaval da zona portuária e atrai um público mais alternativo, a fim de curtir o carnaval sem a muvuca dos grandes blocos. Porém, os cortejos estão maiores a cada ano. Também no clima paz e amor, o Sereias da Guanabara estreou no carnaval passado com apenas uma caixa de som em uma bicicleta. Rapidamente caiu no gosto do público LGBT e de quem quer curtir o carnaval sem confusão. Ambos os blocos saem às 16h pela região da zona portuária.

DOMINGO

Acordou cedo? Quem não estiver espalhado pelo Boitolo, pode escolher entre o Bangalafumenga e sua mistura de ritmos no Aterro (entre o Mam e a Marina da Glória) ou a turma sarada da praia do Leblon do Areia, no Posto 12. Ambos às 8h.

Às 10h, o público LGBT tem um encontro no Toco-Xona, no Aterro do Flamengo, na altura da churrascaria Assador (ex-Porcão Rio’s). Às 11h, o clássico Cordão do Boitatá faz a festa na Praça XV, Centro.

A parte da tarde fica voltada para blocos com outros ritmos. Às 14h, a Marcha Nerd promete encher a Praça Xavier de Brito, na Tijuca, de Darth Vaders e Princesas Leias. E, às 16h, os blocos Exagerado, em homenagem a Cazuza, e o Toca Rauuuul!, que reverencia o maluco beleza Raul Seixas, têm um encontro na Praça Tiradentes, no Centro.

SEGUNDA-FEIRA

Segunda é o dia para deixar o samba de lado. O badalado Sargento Pimenta toca os clássicos dos Beatles às 8h no Aterro do Flamengo (entre o Mam e a Marina da Glória). Costuma encher muito! Às 8h30, a fanfarra do Bloco Virtual acontece no Leme, na Praça Almirante José de Noronha. Às 11h, o bloco Que Pena Amor faz uma exaltação ao Raça Negra na Praça Mário Lago, no Centro, bem frente ao Terminal Menezes Cortes. É pra cantar alto: “Então me ajude a segurar essa barra que é gostar de você”.

Não gosta de pagode e quer rock? Se você não encarou a multidão do Sargento Pimenta, a boa são os Dinossauros Nacionais, no Largo de São Francisco, no Centro, com muito BRock. Às 14h, se concentra na Rua Álvaro Ramos o bloco Não deixe o rock morrer, que parte pelas ruas de Botafogo até chegar no Bukowski para uma festa até amanhecer. Ao contrário do ano passado, o estica no bar agora vai ser pago: R$ 50 garantem o kit com entrada, camisa, blusa, copo com cordão e uma dose de Jägermeister. Kits à venda no site Ingresso Certo.

 

TERÇA-FEIRA

O bloco A Rocha e se reúne na Praça Santos Dumont, no Baixo Gávea, e divide o público com o Vagalume O Verde, na rua Jardim Botânico. Ambos às 8h.

Às 9h, a Praça São Salvador vira palco para o simpático Bagunça Meu Coreto. Logo depois, às 11h, ali perto começa o Cardosão de Laranjeiras, no alto da Rua Cardoso Júnior.

Já o cortejo Mardi Gras: Amigos da Cacilda Jazz Society é uma das novidades desse ano, e promete trazer o jazz de Nova Orleans para as ruas do Rio. Concentração às 10h em frente ao Mississipi Delta Blues Bar, que fica na Rua Pedro Ernesto 89, Gamboa.

Às 13h, mais um queridinho que lota os gramados do Aterro do Flamengo. A Orquestra Voadora se apresenta perto do Coreto Modernista.

QUARTA-FEIRA

Quem ainda tiver pique (e muito pique!), se prepara que a quarta-feira de cinzas começa com uma maratona. O bloco cheio de feras que ano passado comandou seu cortejo pelas ruas do centro da cidade madrugada adentro, este ano está no guia oficial. O Amigos da Onça está marcado para as 6h na Praia do Flamengo.

As chicas empoderadas também têm vez no bloco feminista Mulheres Rodadas, que se reúne às 9h no Largo do Machado. Outro bloco ativista, o Planta na Mente se encontra – quando mais? – às 16h20 na Lapa com muito metal junto da percussão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *