Brunch à moda carioca: opções de café viralizam nos cardápios da cidade - Agenda CariocaAgenda Carioca

Brunch à moda carioca: opções de café viralizam nos cardápios da cidade

Drinque no café da manhã, ovos marroquinos para o almoço, chocolate quente para o fim de tarde gelado… Um brinde aos estabelecimentos que aboliram as regras e adotaram a prática dos late lunch: nem café, nem almoço e, às vezes, nem brunch. Listamos casas onde a liberdade do cardápio faz a gente ter vontade de reunir os amigos, se aconchegar na cadeira e deixar o tempo correr. Ainda não captou o espírito? Então dá uma olhada na lista abaixo que já já você se rende! (por MARIANA BROITMAN) 

Santa Satisfação

Pit stop estratégico pós-praia tanto no Leblon quanto em Copacabana, o bistrô se reinventou neste inverno: a chef Carol Caldas acaba de terminar o cardápio com o Brunch do Santa, Dia e Noite, com receitas inspiradas nas comidinhas servidas nos cafés londrinos. Uma das apostas é o hambúrguer de tomate preparado com rúcula e mussarela de búfala quente e que vem acompanhado de bacon, ovo frito, cream cheese servidos no pão ciabatta, além da clássica combinação de salmão defumado e cream cheese, que rendeu um sanduíche com rúcula, ovo frito, cebola roxa, pimenta rosa, servido no pão ciabatta. Ambos saem a R$37,50. As tapiocas recheadas também entram em cena (R$11,50) e podem vir acompanhadas de salada verde (R$19,50). A torrada escondidinha com mini salada verde (R$24,50), um dos hits do bistrô, também entra como sugestão, assim como duas receitas de waffle, salgada e doce.

O Brunch do Santa está disponível na loja de Copacabana, de segunda a sexta-feira a partir das 16h30 e aos sábado o dia todo. No Leblon, de segunda a sexta-feira a partir das 16h, e ao dia todo nos sábados e domingos. Leblon –  Av. Ataulfo de Paiva, 1335. Tel.: (21) 2529 2063. Copacabana – Rua Santa Clara, 36. Tel: (21) 2255 9349.

Meza Bar

Meza Bar_Brunch_Pimp my Bloody_ Crédito Estudio Rio Foto (2)
Aos fins de semana, o gastrobar apresenta o PicNicMeza, cardápio especial que “abrasileirou” a experiência do brunch. “Sentíamos falta de uma experiência diurna descontraída, que fosse além do café da manhã tradicional”, conta Fernando Blower, um dos sócios do Meza, que junto da chef Andressa Cabral, chegou a um cardápio para lá de inventivo. Que tal uma moquequinha de ovo? Ou um bolovo de codorna, versão brasileira do scotch egg? Uma sessão toda dedicada ao ovo traz ainda em versão pochê com polenta ou, simplesmente, no pão. Comidinhas mais incrementadas também são servidas para quem busca algo mais pro lado almoço da coisa, mas a graça mesmo é a sessão Pimp my Bar, duas estações completas com ingredientes para que o cliente possa “pimpar” seu drinque, que pode partir do bloody Mary ou do espumante, com a ajuda do bartender. Todos os detalhes e preços você encontra neste post aqui!

Pérgula

Ah, o Copa! À beira da piscina mais famosa da cidade, é servido também um dos mais clássicos brunches da cidade, sempre aos domingos. Caviar, ostras frescas, queijos, saladas são servidos à vontade, assim como sucos e espumantes, que, vamos combinar, é quem dá todo o glamour ao programa. Ou seja, posicione-se na varanda de vista privilegiada e esqueça da hora. A brincadeira sai a R$ 220 por pessoa. Aos sábados, o Pérgula oferece um buffet de comida brasileira com especialidades de diferentes regiões do país, com direito a open bar de caipirinhas. Feijoada, moqueca, diferentes saladas e sobremesas fazem parte do menu que conta com pratos feitos com produtos típicos da cozinha brasileira como açaí, castanhas, peixes como o pirarucu e outros. O valor, por pessoas, é de R$180. A má notícia é que entre os dias 1º e 24 de agosto os dois programas serão suspensos.

Brunch e buffet brasileiro são servidos entre 13h e 16h. Av. Atlântica, 1702, Copacabana. Tel.: (21) 2548-7070.

Atlantis

Enquanto o Copa fecha para os visitantes, o Sofitel convida os cariocas a chegarem mais. O Seafood Brunch assinado pelo chef executivo Jérôme Dardillac se inspira nos Mercados de Frutos do Mar e traz uma vasta seleção de peixes, sushis e crustáceos frescos vindo diretamente da tradicional colônia dos pescadores do Posto 6 de Copacabana. E, diga-se de passagem, já é tradição de domingo do Atlantis, restaurante do hotel, mas terá edições especiais durante o mês de agosto. Ótima pedida para ver as competições de rua que acontecem na frente do hotel. Uma delas é a modalidade maratona aquática nos dias 15 e 16, no Posto 6. O programa all inclusive sai a R$285 por pessoa.

Seafood Brunch Especial aos domingos e especialmente nos dias 15 e 16 de agosto – segunda e terça – Av. Atlântica, 4240, Copacabana. Tel.: (21) 2525-1206. 

Felice Caffe

Ponto fervido em Ipanema a qualquer hora do dia, o lugar é reconhecido tanto pelo gelados artesanais – servidos em vários restaurantes cariocas -, quanto pelos drinques servidos em série do almoço ao jantar. E bem antes da moda do brunch pegar no Rio, ainda em 1997 o mix de café, bar e sorveteria já fazia as vezes do late lunch pós-praia. Inclusive, o bartender Thiago Poli acaba de turbinar o cardápio com sete drinques à base de cachaça, e o destauqe absoluto vai para o tropical Caju amigo, preparo com suco de limão e caju e um doce de caju feito na casa que desmancha e adoça a bebida. Para acompanhar, pedidas como a porção de falafel, o clássico bolinho asiático, de camarão e baroa ou o tartar de atum carregado nas ervas e servido com tomates assados. Massas frescas também compõem o menu, mas como o nosso foco está na informalidade, destaque vai para o sanduíche jamón iberico, servido com o clássico jamon, grana padano e rúcula no pão ciabatta da casa. A casa, diga-se de passagem, é a “irmã mais velha” do Via Sette, outro clássico do bairro e ótima pedida para um almoço prolongado.

Diariamente, das 12h à 1h. Há almoço executivo durante a semana. Rua Gomes Carneiro 30, Ipanema. Tel.: (21) 2522-7749. 

Petit

E já que falamos em sanduíche, outro endereço que inspira os encontros mais demorados é a pacata Petit, sanduicheria da chef Roberta Ciasca no Bairro Peixoto. Na pequena loja de apenas 20 metros quadrados, são servidas 12 composições sofisticados e para lá criativos a preços que variam entre R$ 20 e R$ 28. A graça lá é sentar-se na calçada e degustar os pichets, vinhos branco e tinto servidos em jarra. Entre as opções, um macio ragout de carne desfiada com um pão extremamente crocante no Carne louca a Dida (R$19), e o destaque absoluto: o porquinho empanado com molho tonkatsu e picles de legumes com curry, esse dentro do brioche, de comer rezando (R$ 24). O pão doce também é pedida obrigatória: torrada de brioche do queijo com banana, garimpado por ela na Padaria Voluntários em Botafogo, vem coberta por um delicioso creme brulee. A gente conta tudo sobre a Petit aqui!

Casa Carandaí

Cafe Carandai_French Toast bites com creme ingles_Credito Rodrigo Azeved...-1A delicatessen comandada por Janjão e Mariana Garcia no Jardim Botânico guarda aos fundos um verdadeiro paraíso para os amantes de café da manhã – e da tarde, e da noite. Lá os quitutes do desjejum podem ser pedidas a qualquer hora, e trazem opções como as French Toasts Bitescubinhos de rabanada feitos com brioche da casa e acompanhados de creme inglês com fava de baunilha. Outra pedida certeira é o Welsh Rarebit, porção de seis torradinhas temperadas com cebola ralada fina, cerveja e queijo derretido. De outro mundo! Entre as novidades, tem também opções leves como as panquecas integrais de aveia com calda de agave e geleia da casa e o muffin de banana integral com caramelo de açúcar mascavo. Para ficar melhor, só combinando as delícias com a ótima seleção de cervejas e, principalmente, vinhos da casa. As sugestões em taça ficam escritas na parede e mudam a cada semana, sempre trazendo uma opção em conta de tinto, branco e rosé.

De segunda a sábado, das 9h às 21h, domingo das 9h às 17h. Aos fins de semana, um buffet é servido Rua Lopes Quintas, 165, Jardim Botânico. Tel.: (21) 3114-0179.

Empório Jardim

Ali pertinho, o Empório Jardim, outro mix de deli, padaria e bistrô, também serve o seu café por todo o dia, mas no lugar dos vinhos e cervejas, vamos de bons drinques. Lá o cliente recebe uma comanda com várias opções, escolhe o que desejar e entrega ao garçom – ou Jardineiros, como são chamados na casa. Dia desses me joguei na banana da terra assada coberta por açúcar mascavo e canela com pasta de amendoim da casa,(R$ 10,50). Me senti super light por acompanhar a banana com o chá do Jardim, o chá de hibisco da casa. Mas a graça lá é justamente enfiar o pé na jaca, a começar pelo drink Flor de Venus, que traz o mesmo chá de hibisco calibrado com vodka, sour e água com gás (R$ 25,50). O clássico Aperol Spritz é hit nos fins de semana, e tem também o Jardim do Rei (R$ 21,50), inspirado no Mojito, feito com hortelã, sour, rum e água de coco. Para forrar o estômago, mais de 16 tipos de pão, a deliciosa manteiga de figo e os melhores ovos marroquinos da cidade, servidos com tomate e especiarias (R$ 13,90). Lá, ainda rolam os clássicos franceses, croque monsieur (R$ 21,50) e croque madame (R$ 23,90), e um pão de gruyere, releitura do gourgere. Perdição! Se não estiver num dia para drinques, no lugar do café, vá de Geladinho, feito com café gelado, espuma de leite, xarope de macadâmia e chocolate em pó (R$ 13,50).

De domingo a quinta, de 8h às 22h. Sextas e sábados, de 8h às 23h. Rua Visconde da Graça, 51, Jardim Botânico. Tel.: (21) 2535-9862

Mariana Broitman

Responsável por levar a Agenda Carioca para o universo digital, desde 2012 a jornalista Mariana Broitman divide com a Antonia a missão de pesquisar e experienciar o que o Rio tem de melhor. Curiosa e apaixonada pela Cidade Maravilhosa, tem como missão apresentar o seu lado mais autêntico e descomplicado, sempre de olho em novos projetos e talentos.

Um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *