Arte Clube Jacarandá: nova sede na Glória promete agitar a região - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Arte Clube Jacarandá: nova sede na Glória promete agitar a região

No sábado os cariocas ganham um novo espaço de arte contemporâneo para lá de especial. A Villa Aymoré, construção histórica do sec XIX recém-reformada para o Casa Cor 2015, foi a eleita para sediar o Arte Clube Jacarandá, que deixa Santa Teresa por um motivo especial. (por MARIANA BROITMAN)

“A Glória é um bairro carente de centros culturais, nosso desejo é dialogar com o entorno e tentar construir pontes com as instituições de arte e ensino da região como Capacete, MAM, Prêmio PIPA, Oi Futuro, ESDI, Studio X e os inúmeros ateliês da Lapa e Santa Teresa. Criar um novo circuito de arte contemporânea na cidade”. Quem explica é o artista Raul Mourão, um dos fundadores do Jacarandá, que nasceu como um ponto de encontro entre artistas com uma trajetória importante na cena da arte contemporânea brasileira. Por um tempo, encontros, perfomances e experimentações se deram num casarão centenário em Santa Teresa, mas depois de um período de amadurecimento, ou “pré-público”, como definiu o diretor operacional João Vergara, o “arte clube” convida os cariocas a participarem. “O Jacarandá é um lugar de exposição, educação e memória. O espaço vai sediar os encontros e atividades do Arte Clube Jacarandá, exposições de curadores convidados, os arquivos do nosso banco de dados, palestras, cursos e oficinas. Sempre tendo o artista como protagonista”, antecipa o diretor.

Nada menos que 600 m² organizados em três salas foram ocupados pelo grupo, que ganharam ares de galeria pelas mãos do arquiteto Miguel Pinto Guimarães e iluminação de Maneco Quinderé. Para a inauguração, a crítica de arte e curadora Luisa Duarte foi convidada a organizar uma exposição que reúne vídeos, pinturas, objetos, esculturas de 26 artistas, entre eles, Carlos Vergara, Luiz Zerbini, José Bechara, Vik Muniz, Waltércio Caldas, Daisy Xavier, Daniel Senise, Lucia Koch e Oskar Metsavah. “Ao ajudar a organizar essa polifonia que é o Jacarandá, o que enxergo é o começo de um ciclo de definição dos propósitos do Arte Clube Jacarandá. Tanto para quem faz parte do clube, quanto para a cidade, para o público. Estamos falando de um lugar de encontro, de um novo espaço para trocas entre artistas de diferentes gerações. Um espaço aberto à aposta, à experimentação que pode aglutinar pensadores de diferentes áreas, sem compromisso com a especialização, e captar assim a temperatura da cidade e os seus desejos na campo da cultura e da arte, campo este ainda mais vital em um período de crise como o que passa o Brasil e o estado do Rio” explica Luisa.

NA ESTREIA, FESTA!

Para a inauguração da nova sede, a Jeffrey, cerveja oficial do coletivo, convocou a Orquestra Petrobras Sinfônica para mais uma edição do Concerto Secreto e aproveita para apresentar ao público a cerveja Terra Brasilis – criação do patinho com o artista plástico Carlos Vergara e a chef amazonense Natacha Fink. O formato inédito do Concerto, que harmoniza música clássica com cerveja especial, rendeu o status de Melhor Projeto de Convergência Cultural, em 2015, pelo Prêmio Profissionais da Música. Nessa edição, ele vem com um quinteto de sopros – e como é secreto, deixamos essa surpresa sonora para todos que forem celebrar com a gente. Diga-se de passagem o rótulo, que passa a integrar o Jeffrey Concept, linha de cervejas desenvolvida com criativos que a marca admira, tem inspiração nas origens brasileiras: leva Fava de Aridan e Sementes de Iquiriba, ambas oriundas de árvores originárias da Amazônia e é finalizada com um surpreendente toque cítrico, a Formiga Saúva empresta seu sabor, simbolizando o elemento terra, expresso ainda na tonalidade e aroma da cerveja.

No dia, o público vai ainda conferir o segundo exemplar da revista Jacarandá, que traz um ensaio do crítico e professor Paulo Sergio Duarte sobre a obra do artista Antonio Dias publicado originalmente em 1994, além de um ensaio inédito do curador e professor Agnaldo Farias sobre a obra do artista Mauro Restiffe, depoimento inédito do artista Vik Muniz a curadora Luisa Duarte. A revista quadrimestral é editada em Nova York pelos artistas Raul Mourão e Gustavo Prado, que reúne a cada número, ensaios, um perfil e uma entrevista.

ARTE CLUBE JACARANDÁ
Ladeira da Glória, nº26 / casa 1, Glória
Inauguração e lançamento: 18 de junho de 15h as 20h
De 22 de jun a 29 de jul, de terça a sexta de 13h as 18h
Entrada Franca
Tel.:
www.jacaranda.art.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *