Cinema no pátio: Oi Futuro traz de volta sessões de cinema a céu abertoAgenda Carioca

publicidade

Cinema no pátio: Oi Futuro traz de volta sessões de cinema a céu aberto

A partir desta terça-feira, 6, o Oi Futuro será tomado por diferentes olhares sobre o refúgio. É este o nome da mostra de filmes que ocupará o pátio do centro cultural no Flamengo, onde quatro títulos inéditos apresentarão os dilemas, dificuldades e conquistas de refugiados em diversas partes do mundo.

A mostra integra as celebrações do Dia Mundial do Refugiado, 20 de junho, com o objetivo de fomentar a discussão sobre o tema e colaborar com a transformação desse cenário. Segundo dados do Comitê Nacional para Refugiados, atualmente vivem no Brasil cerca de 10 mil pessoas reconhecidas como refugiadas, de diferentes nacionalidades, sendo a maioria vinda da Síria, Colômbia e República Democrática do Congo. Em uma parceria com a ACNUR – Agência da ONU para Refugiados -, a mostra internacional traz de volta o formato que fez sucesso em outras temporadas, e transforma a área externa do Oi Futuro em cinema ao ar livre durante quatro terças-feiras com exibições gratuitas sempre às 19h.

A mostra será aberta com dois documentários inéditos: o curta-metragem Bem-vindo ao Canadá, de Adam Loften e Mary Fowles, sobre um jovem sírio que ajuda outros refugiados recém-chegados ao Canadá a reconstruírem suas vidas, e o longa Exodus: de onde eu vim não existe mais, dirigido por Hank Levine, que traz a história de seis pessoas tentando reconstruir suas vidas em diferentes países, incluindo o Brasil.

No dia 13 de junho, é a vez da ficção documental Era o Hotel Cambridge, dirigida por Eliane Caffé, que expõe os dilemas da moradia para populações vulneráveis nos grandes centros urbanos. Em 20 de junho, será exibida a produção ítalo-palestina Estou com a Noiva, dirigida por Antonio Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry, que traz a saga de refugiados numa viagem de 3 mil quilômetros entre Milão e Estocolmo, tendo como pano de fundo um casamento fictício. E que nome genial, hein? A mostra será encerrada no dia 27 com a exibição do documentário brasileiro A Casa de Lúcia, dirigido por João Marcelo e Lúcia Luz, que retrata a viagem de uma síria que vive no Brasil ao Kuwait, onde ela reencontra seus familiares e evidencia as dificuldades de retornar para um local ao qual já não pertence mais.

OLHARES SOBRE O REFÚGIO
Terças-feiras de junho, dias 6, 13, 20 e 27 de junho, às 19h
Oi Futuro: R. Dois de Dezembro, 63, Flamengo
Entrada franca com distribuição de senhas 30 minutos antes da sessão
Classificação indicativa 16 anos

VEJA TAMBÉM: VIRADA SUSTENTÁVEL ESTREIA NO RIO UNINDO TECNOLOGIA, ARTE E EMPREENDORISMO 

Mariana Broitman

Responsável por levar a Agenda Carioca para o universo digital, desde 2012 a jornalista Mariana Broitman divide com a Antonia a missão de pesquisar e experienciar o que o Rio tem de melhor. Curiosa e apaixonada pela Cidade Maravilhosa, se dedica a apresentar - e descomplicar - o que há de mais autêntico, sempre de olho em novos projetos e talentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *