Decoração de Natal: os truques de 4 connaisseurs cariocas - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Decoração de Natal: os truques de 4 connaisseurs cariocas

O Natal já está chegando, mas ainda dá tempo de dar uma bossa extra na decoração de sua casa. Para te dar uma mãozinha, convidamos quatro renomados profissionais cariocas referências quando o assunto é decoração, eventos e até cinema. Gringo Cardia, Antonio Neves da Rocha,  Luca e Vanessa Borges compartilharam seus endereços preferidos e revelaram truques simples que você pode tentar em casa.

DO JARDIM PARA A MESA

O cenógrafo e artista visual Gringo Cardia se inspira no próprio jardim de casa. Se apropria de folhas, plantas e flores para preparar um arranjo iluminado com pisca-pisca – ótima opção para enfeitar a mesa de jantar. Fácil, rápido e charmoso! E se a folhagem sai do quintal, para buscar as luzes Gringo vai no “SaaraChinatown“, como ele mesmo chama. E lá, sempre acaba encontrando itens inusitados com toque pop, em especial nas lojas chinesas, famosas pelos objetos peculiares e novidades frequentes. “Coisas inesperadas podem ir parar na mesa do Natal. O óbvio nem sempre é óbvio, depende dos seus olhos, só não pode ter preconceito”.

PINTANDO O 7

Autor dos livros “Mesas do Rio” e “As cores da festa”, o badalado decorador de interiores Antonio Neves da Rocha é avesso às tradicionais decorações de natalinas. “Natal tem que ser autêntico, divertido e, principalmente, tem que ser feito com as crianças. Esse é o espírito natalino”, explica, completando que o legal é “colocar a mão na tinta”. O decorador propõe uma toalha de mesa customizada e, digamos, colaborativa. A dica é comprar um grande papel pardo em papelaria (Na Caçula, que segundo Antonio “tem de tudo. E o que não tem lá não tem em lugar nenhum”), colocar em cima da mesa de jantar e botar a criançada para pintar a toalha do Natal, com pilot colorido e tinta guache. Tudo é permitido, pode desenhar os jogos americanos, o contorno dos pratos e copos, os nomes da família e outros ícones que representem os convidados… o céu é o limite!

ADEUS, NEVE FALSA

O produtor de arte Zé Luca, que acaba de lançar o filme “Dona Flor”, assina embaixo da ideia de deixar a toalha de mesa na gaveta, colocando a criançada para pintar o que quiser e escreverem mensagens de paz. “Quem sabe elas não esquecem um pouquinho dos smartphones?”, provoca. No mais, a origem do Natal é a sua principal inspiração, e suas referências vem do presépio, dos Três Reis Magos e do deserto sob o céu estrelado, e partindo daí, sugere substituir, por exemplo, o Oriente Médio pelo sertão nordestino. “Num país tropical como o Brasil, neve falsa, pinhas, guirlandas e trenós me deprimem”, brinca. As lojas de brinquedos da Rua Senhor dos Passos são onde garimpa os animais do seu presépio inspirado no barro e no artesanato brasileiro. Já os personagens que compõem a cena do nascimento de Jesus podem ser encontradas em lojas de artigos religiosos. “Ponha todos os objetos sobre folhas de jornal e gaste algumas latas de tintas spray na cor terrosa até tornar tudo uniforme. Faça um chão de folhas secas, arrume uns cactos e solte a imaginação”. Sem desculpa para não fazer diferente esse ano!

TOQUE FINAL

A designer de interiores Vanessa Borges, que acaba de lançar um livro com seu sócio André Piva, é fã da lojinha Vista Verde, no Centro do Rio. É lá que ela arremata artigos como guirlandas, estrelas, botinhas, e garante munição para um truque clássico: formar um círculo com luzinhas em torno de rosas vermelhas artificiais. O resultado é uma guirlanda iluminada que dará um toque personalizado a sua decoração. Outra dica é decorar as típicas botinhas de cerâmica com flores e plantas. Em dois minutos você já dá um charme na sala. Essa não tem mistério, se bobear você até já tem uma botinha guardada no fundo do armário! (por ANA PAULA JOFFE e MARIANA BROITMAN fotos PINTEREST)

VEJA TAMBÉM: FRANCESA, PORTUGUESA OU BRASILEIRA? TURBINANDO A CLÁSSICA RABANADA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *