Gajos D'Ouro revisita tempos de ouro do Antiquarius - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Gajos Douro arroz de pato Arroz de pato (foto: Bruno de Lima)

Gajos D’Ouro revisita tempos de ouro do Antiquarius

Garçons, sommelier, operadores de caixa, cumins, maîtres… ao todo, são 29 ex-funcionários que fizeram e presenciaram a história do Antiquarius e que, agora, estão juntos em um novo projeto: o restaurante Gajos D’Ouro, em Ipanema. Desde que fechou há dois anos, o badalado restaurante português deixou saudades em uma clientela fiel. E por clientes fieis entende-se não apenas anônimos cariocas e turistas, como também personalidades do gabarito de Mick Jagger e Diana Ross. Bono Vox, Prince, David Bowie, o “007” Roger Moore e os reis Juan Carlos de Espanha e Gustavo, da Suécia são outras presenças internacionais ilustres que visitaram o restaurante do Leblon.

A boa notícia é que se depender dessas quase três dezenas de ex-funcionários, o sabor, assim como as histórias, não vão se perder. Entre os causos, o garçom Roni relembra de uma com um carinho especial. Depois de perder a mulher Maria Rita, circulou na imprensa que o rei Roberto Carlos estava recluso por mais de oito anos. Não sairia de casa e não iria a lugares públicos. Até que um dia ele, o rei, chegou para jantar na casa e pediu seu prato favorito: bacalhau ao forno acompanhado com uma taça de vinho. Ao terminar, se levantou, colocou as mãos sobre os ombros de Roni e confessou que depois de oito anos sem jantar em um restaurante, resolveu ir àquele que tinha a melhor comida e o melhor atendimento do mundo.

Bacalhau à Minhota (Foto: Bruno Lima)

Agora, o Gajos D’Ouro, que fica no Ipanema Tower, olha para o futuro, mas sem perder o sabor do passado. Aberto em meio a uma pandemia, já enfrenta a nova realidade das regras para manter o distanciamento social e serviço de delivery, que foi lançado antes da abertura do salão. O menu traz velhos conhecidos, como o arroz de pato, prato preferido do líder dos Rolling Stones; o camarão à Zico, favorito do ‘galinho’; o bacalhau à Carlos Perico; o camarão VG ao espumante com arroz de amêndoas; o linguine com amêijoas à Bulhão Pato , entre outros ícones. Quem também permanece sem alterações é o farto couvert, com os fumegantes croquetes de carne, o queijo meia-cura derretido, os bolinhos de bacalhau, entre outras iguarias.

Na sobremesa, doces portugueses sortidos são apresentados em bandejas que vão à mesa para que o cliente escolha sua seleção. São ovos nevados, siricaia, toucinho do céu, encharcadas de ovos, rocambole de laranja e ovos moles de Aveiro, que finalizam a experiência afetiva e gastronômica.

Ovos nevados (foto: Bruno Lima)

O delivery funciona apenas pelo telefone, com uma conversa com um dos maîtres da casa, que personaliza e garante a perfeição do pedido.

Uma novidade são produtos com a assinatura dos Gajos D’Ouro, que traz uma seleção de cachaças, queijos, pimentas, suco de uva integral e vinhos com o rótulo da casa.

Gajos d’Ouro
Rua Prudente de Moraes 1008, Ipanema
Delivery: (21) 3449-1546 / 3449-1583
Horário de funcionamento: Segunda a sábado das 12h às 23h; e domingo das 12h às 18h.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *