Guia Michelin 2020: Oteque ganha mais uma estrela; Didier e Maria e o Boi são novidades no Bib Gourmand - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

No Banner to display

Guia Michelin 2020: Oteque ganha mais uma estrela; Didier e Maria e o Boi são novidades no Bib Gourmand

O mundo das lives invadiu até, quem diria, o mais prestigiado guia gastronômico do mundo. A edição brasileira do Guia Michelin foi lançada sexta, dia 25, com transmissão aberta no YouTube. O anúncio foi feito do Copacabana Palace e ficou a cargo do Gwendal Poullennec, diretor internacional do Guia Michelin, de Paris, e da jornalista brasileira Didi Wagner.

O grande destaque da noite ficou com o autoral Oteque, do chef Alberto Landgraf, que pulou de uma para duas estrelas, um feito raro entre novos restaurantes. A casa, que fica na gastronômica R. Conde de Irajá, em Botafogo, se iguala ao Oro, de Felipe Bronze, que manteve suas duas estrelas. A Rua de Botafogo, aliás, carrega também mais uma estrela, com o Lasai, comandado por Rafa Costa e Silva. Além dele, italiano Cipriani e o asiático o Mee, ambos no Copacabana Palace, mantiveram sua estrela. 

Já a seleção Bib Gourmand, uma indicação de ótimas cozinhas a preços moderados, ganhou duas novidades: o francês Didier e a casa de carnes Maria e o Boi. Permanecem na lista o Artigiano, Lilia, Miam Miam e Pici Trattoria.

Mexilhões: um clássico francês do Didier

Aberto há dois anos no Jardim Botânico, coladinho na Lagoa Rodrigo de Freitas, o bistrô é o primeiro restaurante autoral de Didier na cidade, que trabalhou como chef executivo do grupo Troisgros Brasil por 10 anos. O negócio familiar é gerenciado por ele com sua esposa Ana Virgínia Lopes, advogada que trocou de área para ficar à frente da casa.

+ Um francês cheio de personalidade: conheça mais sobre o Didier

“Somos uma família e vamos compartilhar essa alegria com todos do time e também com os clientes, que nos prestigiam desde o primeiro dia. Em meio à crise do setor de gastronomia, entrar no Guia Michelin tem ainda mais sabor. É uma emoção muito grande participar dessa premiação internacional com dois anos de Didier Restaurante”, afirma o chef.

Entre os pratos preferidos dos clientes, está o gnocchi artesanal, julienne de legumes, molho putanesca e farofa de amendoim (R$ 92). Nos fins de semana, a casa sempre oferece o clássico moules et frites (R$ 43), de mexilhões, sauce velouté, vinho branco, salsa e batata frita.

Também há dois anos, o Maria e o Boi aportou em Ipanema com uma proposta diferente para uma churrascaria. Ali o boi é aproveitado literalmente de cabo a rabo, e a grelha que dá o tom, cor e sabor ao cardápio. Isso sem falar dos acompanhamentos, como o purê queijudo trufado e o palmito pupunha assado com chimichurro e couve frita, que são um show à parte.

+ Maria e o Boi: uma novidade – de fato – nas casas de carnes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *