'O Escândalo Philippe Dussaert' é destaque em Prêmio de Humor - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

‘O Escândalo Philippe Dussaert’ é destaque em Prêmio de Humor

Nesta segunda-feira o Teatro Rival foi palco da primeira edição do Prêmio do Humor, brilhante iniciativa do humorista Fabio Porchat, criado com a ideia de prestigiar e incentivar as peças de comédia brasileiras, tão excluídas dos grandes prêmios do teatro. Para a primeira edição, o ator montou um time de jurados de peso: Adriana Falcão, Antonio Tabet, Bemvindo Sequeira, Rafael Teixeira e Sura Berditchevsky assistiram a mais de 40 montagens, entre espetáculos de improviso, esquetes, stand ups, monólogos, peças e outros estilos, que tiveram temporada no Rio.

Em cartaz até o próximo dia 26 de março no Teatro Maison de France, O Escândalo Philippe Dussaert levou o troféu de melhor espetáculo de comédia, e o protagonista Marcos Caruso recebeu com muita surpresa o prêmio das mãos do jurado Bemvindo Sequeira. Inédito no Brasil, o premiado texto do ator e dramaturgo francês Jacques Mougenot, propõe uma reflexão sobre o que é e o que não é arte. E na versão brasileira, investiga com um toque de humor os limites da arte contemporânea e as polêmicas em torno do assunto, através da história de um escândalo do pintor francês Philippe Dussaert. “O humor salvou um texto que no Brasil poderia ter dado completamente errado”, falou Caruso em seu discurso de agradecimento, e ressaltou o poder do sorriso, brincando que graças a ele bateu o concorrente 5 x Comédiamesmo sem ser comédia.

A noite reuniu grandes nomes do humor brasileiro como Miguel Falabella, Fabiula Nascimento, Regina Casé e o ator Lucio Mauro Filho, que recebeu uma homenagem em nome de seu pai, Lucio Mauro. Na categoria melhor textoJulia Spadaccini, Antonio Prata, Jô Bilac, Pedro Kosovski e Gregório Duvivier foram eleitos os autores do ano, pelo roteiro de esquetes de 5x Comédia, que depois de longa temporada carioca, está agora no Frei Caneca em São Paulo. Também de 5x ComédiaThalita Carauta venceu em melhor performance, que englobou atores e atrizes. O troféu de melhor direção, anunciado por Falabella, ficou com Cristina Moura, à frente do espetáculo “Nu de Botas”, adaptação do livro de Antonio Prata.

Entre os prêmios, um dos projetos queridinhos da Agenda também foi devidamente homenagem. A categoria Especial contemplou quem fez algo de novo ou significantemente especial quanto à forma ou conteúdo, e o Rival Rebolado – que já apresentamos aqui – levou o prêmio. O grupo, que recebeu o troféu pelas mãos de Regina Casé, foi eleito pela ideia e concepção do projeto, e aproveitou para anunciar que em abril ganha nova temporada. Além do reconhecimento aos artistas, o Prêmio do Humor tem como objetivo incentivar a qualificação constante dos profissionais e espetáculos do gênero, gerar orgulho de ser humorista, resgatar e divulgar a memória do humor no Brasil. “A Ideia é elevar o humor à categoria que ele merece”, explicou Fábio Porchat. Que venham muitos! (por MARIANA BROITMAN fotos ARI KAYE)

VEJA TAMBÉM: MUSICAL INSPIRADO NA NOVELA ‘VAMP’ ESTREIA NA LAPA

Mariana Broitman

Responsável por levar a Agenda Carioca para o universo digital, desde 2012 a jornalista Mariana Broitman divide com a Antonia a missão de pesquisar e experienciar o que o Rio tem de melhor. Curiosa e apaixonada pela Cidade Maravilhosa, se dedica a apresentar - e descomplicar - o que há de mais autêntico, sempre de olho em novos projetos e talentos.

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *