Palco virtual: peças encontram na Internet uma saída para teatros fechados - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Palco virtual: peças encontram na Internet uma saída para teatros fechados

Entre críticas, adaptações e respaldos, a chegada do teatro ao universo virtual é, por tempo indeterminado, a saída mais prudente encontrada pelos artistas para que possam continuar próximos dos espectadores assíduos dos palcos e finalmente voltarem à ativa. A alternativa, vista por alguns como uma porta de entrada a uma ampla democratização da arte, apresenta os atores desafiando os limites da distância com o auxílio de cenários digitais transmutados em diferentes gêneros. Da comédia ao clássico literário, a agenda teatral encontra seu espaço diante da pandemia e está a pompas. Confira:

Riobaldo

Clássico da literatura brasileira, Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa,ganha novo recorte em peça dirigida por Amir Haddad. Adaptada para os palcos virtuais após ter a temporada interrompida pela pandemia, a montagem aborda o existencialismo a partir das lembranças românticas do ex-jagunço Riobaldo com suas ex-mulheres. Temas como sexualidade, religião, misticidade e amor serão abordados a partir da busca pelo sentido da vida e o papel impactante que essas mulheres exerceram na trajetória do protagonista.

Personificadas, cada esposa representa os diferentes tipos de amor e as diversas fases vividas por ele: o romântico, que o levou por meio do conhecimento da natureza e do humano ao pacto fáustico; carnal, vivido sob uma ótica sem julgamentos; e purificador, responsável por convertê-lo em “um homem de bem”. Com texto de Gilson de Barros, a peça entra em cartaz no dia 26 de julho e fica até o dia 18 de agosto  e acontece sempre aos domingos, às 16h.  os ingressos estão à venda no site Sympla.

H.A.R.O.L.D.O

A comédia H.A.R.O.L.D.O precisou fechar as cortinas sem ter tempo de celebrar o sucesso da estreia de casa cheia no Teatro Tablado. Para não perder a piada, o time de atores dirigido por Fernando Caruso, que assume a direção pela primeira vez, está de volta em formato totalmente adaptada para o Zoom, cujas ferramentas permitem uma interação direta do elenco com a plateia – elemento indispensável para garantir uma noite de risadas.

Com base na improvisação, os atores vão desenvolver histórias inéditas inspiradas em objetos, lugares ou palavras sugeridos pela plateia em diversos momentos interativos da peça. Em cartaz até o dia 8 de agosto, o espetáculo acontece sempre aos sábados, às 19h, pela plataforma do zoom. Gratuito, para participar basta entrar em contato com os organizadores pelo Instagram e garantir seu lugar. As inscrições são limitadas.

Projeto Teatro Já

A fim de nadar contra a maré da crise financeira, o Teatro Petra Gold, no Leblon, repagina toda a sua programação, inclusive com espetáculos que já haviam passado pelos palcos da Zona Sul, e, em parceria com a atriz Ana Beatriz Nogueira, idealiza programação de monólogos e de espetáculos com equipe reduzida a preços populares e transmitida diretamente do teatro. A ideia é possibilitar a criação de um fundo emergencial para manter e continuar a gerar empregos de artistas e técnicos no setor cultural, além de possibilitar a proximidade do público com a cultura.

  • Autobiografia Autorizada

Depois de visitar os palcos de cidades como Fortaleza, Brasília, Rio de Janeiro e até mesmo Luanda, o monólogo “Autobiografia Autorizada” está de volta à programação. Enquanto diretor, dramaturgo e ator, Paulo Betti compartilha a sua trajetória com o público por meio dos artigos semanais publicados no Jornal Cruzeiro do Sul e das anotações que remetem às diferentes indagações vividas pelo protagonista durante a adolescência. 

Lançada em 2015, a peça, que conquistou o apreço da crítica e recebeu o Prêmio Shell de Melhor Texto, aborda não só um panorama da trajetória do ator desde a infância na roça até o sucesso na cidade como também uma reflexão sobre o Brasil e a presença imigratória no país. Em cartaz até o dia 14 de agosto, “Autobiografia Autorizada” acontece sempre às quintas e sextas, e os ingressos estão à venda no site Sympla.

  • A Esperança na Caixa de Chicletes Ping Pong

Uma ode à identidade brasileira se revela no espetáculo “A Esperança na Caixa de Chicletes Ping Pong”, que esteve em cartaz no Teatro Petra Gold em março e retorna à programação em montagem totalmente virtual. Sob supervisão de Amir Haddad, a peça traz a atriz Clarice Niskier em uma reflexão sobre o Brasil e sua cultura popular ao som de músicas de Zeca Baleiro e de textos de grandes nomes da literatura.

Sérgio Buarque de Holanda, Ferreira Gullar e Oswald de Andrade são alguns dos autores que são explorados em cena. Com ingressos à venda pelo site Sympla, o espetáculo estreia dia 6 de agosto e acontece sempre às quintas, às 17h, até o dia 27.

Outros espetáculos já estão marcados para entrarem em cartaz no começo de agosto, entre eles “Todos os Homens do Mundo”, uma distopia feminista com Cristina Flores, “Romeu e Julieta (e Rosalinda)”, uma releitura comediante do clássico literário com Julia Rabello, e “Lenilson – Todos os Rios levam a sua boca”, uma homenagem ao artista José Lenilson com Arlindo Lopes.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *