Sem Copa, nem brigadeiro: os anos 1940 no país inspiram novo livro de Ricardo AmaralAgenda Carioca

publicidade

Ricardo Amaral

Sem Copa, nem brigadeiro: o Brasil dos anos 1940 inspira novo livro de Ricardo Amaral

Marcados pela criação do cinema, do teatro, do rádio mas também pelas incertezas causadas pela Segunda Guerra Mundial, os anos 40 foram os escolhidos pelo jornalista e empresário Ricardo Amaral, que abre espaço na agenda concorrida após a reabertura do Hippopotamus em Ipanema, para lançar mais um livro que celebra a carioquice de um jeito todo especial.

Em Anos 40 – Quando o mundo, enfim, descobriu o Brasil, o nosso Rei da Noite relembra com a ajuda do jornalista Renato Lemos, memórias e acontecimentos curiosos da época na Cidade Maravilhosa, com texto leve e toques de acidez clássicos de Amaral. “Os anos 40 de Ricardo Amaral, que, não por acaso, nasceu quando a década se iniciava, Ricardo Amaralsão um convite para o leitor entrar em uma época de charme, malandragem, vedetes de pernas compridas, orquestras de gafieira, sorvetes no palito, chiclete de bola, polêmicas, arte, inteligência e muita festa”, destaca Renato.

A ideia é, porém, apresentar a década que projetou o Brasil mundo afora, grande parte deles passados no Rio, mas com escalas fundamentais em São Paulo. Pelas mais de 300 páginas do ‘almanacão’, a dupla faz um passeio “por uma década sem internet, sem TV a cabo, sem rock and roll, sem bebidas diet e – pecado dos pecados – sem Copa do Mundo”, antecipa Renato Lemos, que promete curiosidades sobre o período de racionamento, da era Vargas, da construção do Maracanã, da ascensão de Carmen Miranda e até da criação do brigadeiro. Dá para imaginar?

 

VOCÊ VAI GOSTAR TAMBÉM DE: LIVRO DE RICARDO AMARAL TRAÇA ROTEIRO DE MEMÓRIAS CARIOCAS

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *