Rum, Gin e Negroni: três novas marcas para provar - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

No Banner to display

Rum Parnaioca Rum Parnaioca (Crédito: Pedro da Matta)

Rum, Gin e Negroni: três novas marcas para provar

Nem só de cachaça vive o Brasil. De uns tempos para cá, o gin caiu no gosto popular e dá indícios de que veio para ficar. Mas não só: com a valorização da alta coquetelaria, outros destilados com o selo Made in Brazil dão o ar das graças nos balcões.

Uma das novidades mais recentes é o Rum Parnaioca. Não é segredo o crescimento da bebida caribenha mundo afora. Há quem diga, inclusive, que em pouco tempo ela vai substituir o gin na preferência dos boêmios. Já está sendo assim no Reino Unido, por exemplo, em que o consumo de rum ultrapassou o de gin nos últimos anos. “O mercado de bebidas é cíclico. Estamos vendo exatamente isso com o rum, novas marcas focadas em um público mais jovem estão surgindo na Europa, botando em prática a tendência que estamos falando há alguns anos”, acredita André Micheli, CEO da Parnaioca, que também tem um foco no público jovem. “A atenção aos detalhes na produção é excepcional, tomamos todo o cuidado no processo de destilação e na seleção da matéria-prima. Além disso, optamos por não realizar nenhum tipo de envelhecimento, assim mantemos mais presentes as características sensoriais do melaço”, completa.

Vale lembrar que o Brasil é um convite para fábricas de rum. Afinal, a matéria-prima base é a mesma da cachaça, a cana de açúcar. E para trazer um sabor bem nacional, o Parnaioca apostou em um blend de dois tipos de melaço da cana de açúcar, que passam por uma fermentação e depois são destilados em alambique de cobre. O destilado, afirmam os sócios, é ideal para o preparo de drinques refrescantes típicos dos consumidores brasileiros. Preço sugerido de R$ 89,90 a garrafa de 750 ml no site oficial.

Gin Atlantis: novidade com sustentabilidade

Outra novidade que chegou recentemente às prateleiras foi o Gin Atlantis. A marca do destilado ainda soberano para drinques de alta coquelaria traz um atrativo a mais: unir o sustentável ao agradável. Com sabores do zimbro, limão Tahiti, raiz de Angélica, semente de coentro, cardamomo, alcaçuz e tomilho, a marca investiu em uma parceria com a Família Schürmann, conhecida pelas aventuras em alto mar e responsável pelo projeto Voz dos Oceanos. Parte da venda de cada garrafa é revertida para o instituto, incentivando a preservação do meio ambiente. A bebida ainda tem um preço sugerido bem atrativo: R$ 74,90. Para saber onde encontrar perto de você, aponte para este site. Um diferencial é a bela garrafa, mas esbarrou em dificuldades nos últimos meses: a falta de fornecimento. Mas como mar calmo não faz bom marinheiro, a turma do Atlantis já deu um jeito de retomar o prumo: lançou uma garrafa temporária com um design diferente. Pronto, G&T garantido para o verão inteiro!

E as novidades não param por aí: de nome italiano, mas procedência brasileira, chega ao mercado o Negroni Milanese Riposato. Produzido através da mistura de Gin, Vermouth e Bitter descansados por dois meses em barricas de carvalho “port wine casc”, o Negroni, um dos drinques queridinhos de quem aprecia sabores mais fortes e amargos, chega pronto para o consumo, basta apenas acrescentar gelo e saborear. A produção acontece em lotes de 300 garrafas por tiragem, todas numeradas. O preço sugerido é de R$ 145 a 180 e pode ser comprado neste site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *