SubAstor traz ao Rio o charme dos bares secretos novaiorquinos - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

SubAstor traz ao Rio o charme dos bares secretos novaiorquinos

Um bar dentro do bar. SubAstor inaugura no Rio com pinta de bar secreto e coroa a boa fase da coquetelaria carioca. (por MARIANA BROITMAN) 

Os cariocas não foram os primeiros a criar seus subterfúgios para lidar com a Lei Seca. Já ouviu falar de Speakeasy? Os bares clandestinos apelidados dessa forma nasceram na chamada Prohibition Era, fruto do Ato Volstead. Vamos partir para o português claro: na vigência dessa Lei, entre 1920-1932, comercializar, produzir, transportar ou estocar bebidas alcóolicas era considerada crime federal, que rendiam prisão e multas pesadas. A velha e boa medida drástica em nome da moral e dos bons costumes, que no fim das contas, só serviu para incentivar uma série de práticas ilegais. As nossas eficazes “BOLS”, de fato, soam mais simpáticas agora, certo? À época, bares clandestinos explodiram em Nova York, sempre instalados nos fundos de restaurantes ou porões de padarias, onde, pelo menos enquanto a polícia não descobrisse, os clientes faziam a festa. Até hoje quem visita a cidade recebe um bizu do tipo, um ou outro bar secreto que, apesar de já serem legalizados, preservam a aura do proibido.

Agora corta pro Rio. Alex Mesquita no Paris Bar, Tai Barbin no Bar D’Hôtel, Miguel Paes no Caverna… Com criações para todos os estilos e públicos, os balcões viraram espaços disputados. E atentos a isso, os paulistanos do Bar Astor investiram em um upgrade com o novíssimo SubAstor. Para quem circula pelo salão do bar em Ipanema, a parede de garrafas iluminada parece parte da decoração. Mas no caminho para o banheiro, uma porta camuflada na parede anuncia que há mais para ver. Uma vez do lado de lá das garrafas, a barulheira cessa, e um clima intimista dá o tom. Lá não tem chope, nem pratos principais, os coquetéis são a atração principal. Luz baixa, colunas de espelhos e paredes cobertas por garrafas compõe o projeto charmoso do arquiteto Miguel Pinto Guimarães. São apenas 35 lugares, todos eles, claro, de frente para o balcão, claro, a atração principal.

Dele saem sugestões clássicas e ainda os dez Sub Top Seller, drinques autorais assinados pelo bartender italiano Fabio La Pietra, que com 25 anos, já acumula mais de 10 anos de experiência. Oi? Sim, ele começou aos 14 anos, seguindo os passos de seu irmão Mário. Ainda na Itália, passou por bares de rua e hotéis sofisticados, como o do Grand Hotel Villa Serbelloni, em Lago de Como, do Lab, em Senigallia, e o do Carlton Baglioni Hotel, em Milão. Em seguida mudou-se para Londres, onde comandou o classudo Montgomery Place, premiado com o título de melhor bar de coquetelaria e com a melhor carta do mundo. Que tal?

Desde 2013, rege o SubAstor em São Paulo, e o desfio master é valorizar a cultura brasileira com seus drinques criativos e, ao mesmo tempo, sofisticados, que já renderam prêmios e consolidou-o como um dos melhores bartenders do país. Ufa! São dele as 20 criações imponentes que se espalham pelo divertido cubo-cardápio que circula pelo balcão. Os dez Drinks Sub Top Seller servidos na casa paulista, e outras dez criadas especialmente para o bar carioca. Combinações de personalidade, que talvez exijam mais de um gole para serem compreendidas por inteiro. Por aqui, todas são executadas pelo sucessor de Fabio no Rio, o barman paulista Plinio Joaquim, que junto dele montou uma equipe afiada para comandar o balcão. “O coquetel caiu no gosto do público que está mais interessado em saborear além das receitas clássicas. Ter uma casa dedicada a isso é, sem dúvida, uma oportunidade de fortificar a coquetelaria na cidade, já que nem chope teremos em nosso menu.”, conta Plinio.SG1_2584  - 31mar2016
Em uma só noite, eu já saí cheia de amores pela carta. O Sweet About Me, que equivale a um termogênico etílico calibrado com ginger beer, que leva ainda pêra, limão, perfumadas folhas de salsa e chega com um divertido canudo de macarrão. O perigoso, porém irresistível, foi o Ordem & Prosecco, que mistura cachaça Yaguara, Calvados Fine – tipo de sidra de maçã – cítricos e espumante. Os clássicos também tem vez por lá, e apesar de não estarem no cardápio, é só chamar o Plínio, no tom do speak easy, que ele improvisa.

Para acompanhar, o chef Benny Novakuma preparou uma seleção de finger foods, canapés, ostras frescas e sanduiches deliciosos – o Pork Sandwich é imperdível: dois mini sanhudas no pão egg sponge com barriga de porco desfiada crocantérrima -, e uma trilha sonora rock’n’roll pensada cuidadosamente pelo badalado DJ Felipe Venâncio. Na terça-feira, dia 5, o espaço abre as portas ao público e algo nos diz que promete ficar entre os mais fervidos por um bom tempo. Vida longa à alquimia dos balcões!

SUBASTOR
Av. Vieira Souto 110, Ipanema
Tel.: (21)2523-0085
Horário de funcionamento: Ter., qua. e qui., das 20h às 02h; Sex. e sáb., das 20h às 03h www.subastor.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *