O sucesso 'D.P.A - Detetives do Prédio Azul' avança para a tela grandeAgenda Carioca

publicidade

Filme estrelado pelos personagens Bento, Sol e Pippo

Sucesso do canal Gloob, ‘D.P.A. – Detetives do Prédio Azul’ estreia no cinema

Com o maior número de videoviews no ano de 2016 no NOW Globosat, a série D.P.A – Detetives do Prédio Azul virou um fenômeno na telinha desde sua estreia em 2012. Agora na gravação de sua décima temporada, a trama do seriado se muda para as salas de cinema a partir do dia 13 de julho no tão esperado filme D.P.A. – O Filme.

Com direção de André Pellenz, os detetives Pippo (Pedro Henriques Motta), Sol (Leticia Braga) e Bento (Anderson Lima) se infiltram na festa de Dona Leocádia (Tamara Taxman), a terrível síndica que é, literalmete, uma bruxa. Eles presenciam um crime mágico quase perfeito, que condena o Prédio Azul a uma demolição de emergência. Para completar, a única testemunha — o quadro falante da Vó Berta (Suely Franco) — desaparece, e Leocádia é enfeitiçada para ficar boazinha. Para salvar o edifício, eles precisam sair pelo Rio para investigar os principais suspeitos, que são quatrTrio de detetives veteranos Tom, Milla e Capim se juntam à missãoo poderosos bruxos. Para resolver esse caso, o trio vai contra com a ajuda do porteiro Severino (Ronaldo Reis), que empresta sua Kombi azul novinha para a missão. A aventura fica completa quando Tom (Caio Manhente), Mila (Letícia Pedro) e Capim (Cauê Campos), os detetives veteranos, são trazidos de volta ao Rio para ajudar no caso, tornando os Detetives do Prédio Azul mais imbatíveis do que nunca. O longa também conta com a participações especiais de Charles Myara, Suely Franco, Otávio Müller, Mariana Ximenes, Aílton Graça, Maria Clara Gueiros, George Sauma e mais.

Na história, os detetives mostram que são corajosos até debaixo d’água. “Pela primeira vez no cinema brasileiro, filmou-se em um submarino de verdade, operacional, navegando e submergindo, o que rendeu eletrizantes cenas de ação”, conta o diretor André Pellenz. Para se adaptar ao cronograma da Marinha, a equipe rodou a sequência em três submarinos-gêmeos: o “Timbira”, o “Tupi” e o “Tapajó”.

VEJA TAMBÉM: “ARCA DE NOAH” COMBINA EDUCAÇÃO E LAZER EM GUARATIBA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *