'Tributo ao inédito' relembra cena musical carioca de 2000 em sessão no Oi Futuro - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

‘Tributo ao inédito’ relembra cena musical carioca de 2000 em sessão no Oi Futuro

Houve um tempo em que não existiam WhatsApp, redes sociais, YouTube. E nessa época, projetos alternativos de arte, muitas vezes sem apoio da mídia tradicional, se desdobravam na criatividade para a informação de seus eventos e conteúdo chegar ao grande público. Eram comuns os colecionadores de flyers, os zines impressos e distribuídos mão a mão, e o famoso boca a boca. O máximo que a Internet do fim dos anos 1990 e início dos anos 2000 permitia eram as listas de e-mail que agrupavam as turmas mais descoladas da cidade ávidas por novos nomes.

Em meio a esse cenário, surgiu o coletivo “Tributo ao Inédito”, que uniu diversas bandas do cenário independente para criar uma cena musical do rock carioca. Em 2002, bandas como Autoramas, Zumbi do Mato, Mandril e Jason passaram a se encontrar periodicamente em uma pizzaria da Zona Norte para combinar os próximos passos e dividir as tarefas. Dessa forma, multiplicaram as possibilidades e passaram a ter uma agenda constante de shows em locais distintos do Rio, como Cine Íris, Ballroom e em festivais como o Rato no Rio.  A cultura do Do It Yourself estava mais viva do que nunca: era comum ver a vocalista descer do palco para ser assessora de imprensa, o baixista criar as artes dos discos, entre outros exemplos de empreendedorismo colaborativo.

Esta é a história por trás do documentário “Tributo ao Inédito.doc”. Feito por Marcelo Pedra, Renato Cantharino e Vitor Rocha, o filme volta no tempo para contar a importância do projeto homônimo que impulsionou a carreira de várias bandas. ” O documentário de pouco mais de uma hora vai passar nesta quinta-feira, dia 23, no Oi Futuro do Flamengo, às 19h, seguido por uma mesa de debates que promete, ao mesmo tempo, ser um recorte do passado e um link para o futuro.

Mediada pelo publicitário Alessandro Air, a mesa conta com a presença de Vitor Rocha, produtor do projeto ‘Tributo ao Inédito’ e ex-empresário da banda Zumbi do Mato; Leonardo Panço, ex-guitarrista das bandas Soutien Xiita e Jason (e atualmente trabalha em seu terceiro disco solo, “Sombras”; o onipresente Melvin Ribeiro, baixista de uma infinidade de bandas cariocas, como Los Hermanos, Carbona, Autoramas e outras tantas; e o produtor Yuri Chamusca, idealizador do Espaço do Rock – Festival de Música Independente da Baixada Fluminense.

TRIBUTO AO INÉDITO.DOC + DEBATES
Oi Futuro (R. Dois de Dezembro 107, Flamengo)
Quinta, 23, às 19h
Grátis (necessária a inscrição através deste link)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *