Vero gelateria valoriza ingrediente brasileiro e prepara-se para abrir nova loja - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Vero gelateria valoriza ingrediente brasileiro e prepara-se para abrir nova loja

Em dias quentes no Rio, já me peguei encarando prateleiras do supermercado e mentalmente desejando que tudo aquilo pudesse ser sorvete. Na Vero Gelato Italiano, no coração de Ipanema, praticamente tudo pode. “Um cliente já chegou com um saco de jambos e pediu que eu fizesse um sorvete com eles”, conta Andrea Panzacchi, nome à frente da casa. O mesmo já aconteceu com charutos cubanos, mostarda de Dijon e até o mítico vinho de sobremesa bordalês Château d’Yquem. São desafios topados sem titubeio, com paixão, entusiasmo e um resultado surpreendente por esse italiano com pinta de carioca.

Vero_Socio Andrea Panzacchi_Credito Tomas Rangel_02Faz seis anos que Andrea aposentou o ofício de sommelier na caótica Bolonha, norte da Itália, para viver no caos do Rio de Janeiro. Mais precisamente, de Ipanema, onde o caos é fichinha com tanto pôr do sol. Todos os dias, de mochila nas costas e sorriso largo no rosto, ele guia seus sentidos, tão bem treinados para o mundo do vinho, à produção de 36 sabores de gelatos artesanais de altíssima qualidade. E dá gosto de escrever artesanal (termo que, como gourmet, banalizou, uma pena) para falar do trabalho de Andrea. Artesanal (e sensacional!) é o caso do sorbet à base de sumo de limão siciliano e infusão à frio de flores de lavanda, delicadeza gelada em homenagem à curadora de arte Vanda Klabin; do sorbet irretocável de goiaba, que mais parece uma mordida da mais suculenta, pura e saborosa versão da fruta de polpa carnosa e rosada; das riquíssimas misturas à base de cacau orgânico da Bahia, cremosos, intensos e, pasme, nem uma gotinha de leite. “É a própria gordura vegetal do cacau que faz com que estes sorbets tenham essa textura aveludada e cremosa”, explica ele, que aposentou as sacas do tarimbado belga Callebaut ao conhecer pessoalmente fazendas de cultivo orgânico do fruto no sul da Bahia. Vale também se surpreender com sua versão cremosa do queijo Gorgonzola, que vai bem puro ou acompanhando um prato salgado, e com seu irresistível pistache de Bronte – até conhecê-lo jurava já ter provado um bom sorvete de pistache na vida.

Vero_lavanda com limao siciliano_Credito Rodrigo Azevedo_4

Apesar de toda a pompa na cozinha, Andrea não faz alarde quanto a seus vários trunfos. Pouca gente sabe, por exemplo, que todo grão de açúcar utilizado por ali é orgânico – eu mesmo vi pilhas de sacos com o tal selo verde no balcão de sua pequenina loja – ou que não entram pela porta conservantes ou aromatizantes artificiais. É tudo natural. Ninguém imagina que, para adoçar suas versões diet, entra em cena o extrato de agave azul, também orgânico, que passará por um aumento de 40% nos próximos meses, o que lhe fará diminuir sua margem para não repassar o aumento aos clientes. Tampouco que a Vero é a única gelateria do país certificada pela Accademia della Gelateria Italiana. E talvez a única que leve a sério o conceito do gelato artesanal na cidade. Não à toa, vero, em italiano, quer dizer verdadeiro.

A Vero Gelato Italiano fica na rua Visconde de Pirajá entre as ruas Vinícius de Moraes e Farme de Amoedo, e promete mudar-se em breve (o contrato já está assinado!) para o outro lado da rua, um espaço maior que dará carta branca para espressos bem tirados, milk-shakes, mesinhas e sofás para a clientela. Vida longa! (por MATEUS HABIB) 

VERO
Rua Visconde de Pirajá 260, Ipanema
Tel.: (21) 3497-8754
Seg. a dom., das 10h30 à 0h30

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *