Carioquices, Estilo, Novas Bossas

Corte e colagem: ‘Club du Hotel’ explora o grafismo nas areias cariocas

Por Mariana Broitman | Publicado em 26 de dezembro de 2016

Estampas, recortes, modelagem... tudo na grife de Barbara Lagel faz a gente ter vontade de vestir Club du Hotel para cima e para baixo. Hoje com 25 anos, a jovem designer trabalha desde os 17, e já desenhou de uniforme e mobiliário à interface de site, até mergulhar de cabeça no universo da moda praia. Aliás, o mix de experiências resultou no maior trunfo da marca, as estampas feitas em papel. "Recorto, pico, rasgo, sobreponho e crio colagens", explica. Através da colagem realiza o a técnica do rapport, que transforma-as em uma unidade que pode ser repetida, rendendo estampas corridas. Um trabalho manual minucioso que depois ainda é refinado no photoshop. "Lá posso alterar cores e padrões. Acho que as estampas são a maior expressão do meu trabalho por unificar a identidade visual da marca", conta. A grife de Barbara ficou conhecida no último verão pelo modelo de recorte moderno da foto acima, que virou peça desejo de cariocas jet-setters. "O trans surgiu numa época que eu estava meio apaixonada por tule e moulage. Além dos papéis eu andava recortando tecido e colando os fragmentos no manequim. Em uma dessas tardes eu desenhei esse modelo que é transparente nas laterais quando praticava moulage", lembra. Os modelos seguem firmes nas araras da marca, e o aval das cariocas inspirou a designer a seguir adiante, que através de coleções enxutas, segue oferecendo opções que passam longe do óbvio. Seus maiôs, por exemplo, aderem a moda da moda praia com pegada urbana, mas surpreende na modelagem ousada, porém comportada, e na escolha de cores menos óbvias como nude e tons pasteis, que conferem um ar sofisticado. Na hora dos biquínis, a brincadeira se multiplica. "Gosto que os biquínis sejam funcionais e ergonômicos, e procuro ter uma parte de cima e uma parte de baixo para cada tipo de corpo, vendendo as peças misturadas para melhor adequar ao corpo da mulher que procura a club du hôtel para comprar um biquíni", explica. "Fico feliz quando alguma cliente que foge dos padrões por ser magra demais ou acima do peso vem até mim dizendo que tem dificuldade de comprar biquíni por qualquer motivo e eu tenho algo a oferecer que lhe cabe feito luva".

Veja também: Cangas hiper-realistas são novidade da +55 Cangas

A marca carioca hoje tem como ponto de encontro certo a loja online, mas ficando de olho no instagram, é possível seguir Barbara por feiras e eventos de moda no eixo Rio-SP-Brasília. A troca direta com as clientes rendeu a designer uma visão mais justa de moda praia, abraçando, a cada coleção, mais tipos de silhuetas. "O que eu vejo em muitas marcas é que o P só veste menina de 18 anos ou alguém extremamente magro. E aí o M vira P, e o G veste uma pessoa que na minha concepção não é G. Acho isso boring e cafona. Odeio o culto ao corpo e detesto quem contribui indiretamente para que as mulheres tenham problema de auto estima", ataca. Para isso, terceirizou a modelagem para que possa se dedicar a área que realmente domina, o design. Boa, garota! (por MARIANA BROITMAN) Onde comprar? clubduhotel.com ou na pop-up store Carandaí 25 no RioSul, até 17 de janeiro. Compre a partir de: R$ 230 o conjunto de biquíni.

veja também

by mg studio