Comer & Beber, Novas Bossas

Temporada do mar: peixes especiais e frutos do mar são destaque nos cardápios

Por Mariana Broitman | Publicado em 6 de março de 2017

Junto com as altas temperatura, o verão carioca costuma trazer mudanças drásticas nos cardápios da cidade: saem as receitas pesadas, e entram criações refrescantes que trazem o mar à mesa em grande estilo. Peixes e frutos do mar inspiram receitas especiais, e onde menos se espera, é possível encontrar uma novidade. Aí vão alguns endereços que merecem a sua atenção na reta final da nossa estação preferida.

Os peixes cariocas no Rubaiyat

Casa especializada em cortes nobres, o Rubaiyat, no Jardim Botânico, surpreendeu com um menu dedicado ao mar. Se ainda existia alguém resistindo à charmosa varanda no Jockey por conta da carne vermelha, a boa nova é que, depois de uma pesquisa cuidadosa, o chef espanhol Carlos Valentí reforçou o cardápio da casa com uma seleção de "peixes cariocas". Entre as opções vieram robalos, vermelhos - ou "olho de cão" -, chernes, badejo e pargos trazidos diariamente da Costa Verde fluminense e, portanto, estão sujeitos a disponibilidade. Os pescados, porém, não são exatamente uma novidade na casa, a forma de preparo é que torna toda a experiência especial: eles são preparados inteiros na brasa ou ao sal grosso e finalizados diante do cliente à mesa. Ou seja, um desafio para o pescador, que manda para o restaurante apenas peixes entre 700g e 800g, tamanho do prato. A apresentação rústica à moda da casa traz acomapanhamentos leves como tomates e champignons assados e molho tártaro (R$ 130). Além dos pescados, entraram em cartaz opções como a salada de polvo com alioli (R$ 32) de entrada, e, entre os principais, o tagliatelle de palmitos e camarão (R$ 50) e cherne confitado com limão siciliano (R$ 100). Rua Jardim Botânico, 971. Tel.: (21) 3204-9999.

A Tailândia é aqui: 15 anos de Nam Thai

Para marcar o seu debut em solo carioca, o restaurante do chef David Zisman acaba de lançar um cardápio especial batizado de 'Coleção de verão' compostos por cinco etapas que prometem um tour pelos sabores exóticos da Tailândia. A experiência começa com um ceviche de vieiras frescas com tempero especial do chef, segue com uma inusitada 'sopa rosa' de camarões, preparada com missô vermelho. O destaque, porém, é justamente o peixe do dia servido no vapor, temperado com folhas de limão kafir, molho de ostras e óleo de gergelim. O menu comemorativo é servido somente à noite, de segunda à quinta, mediante reserva, e sai a R$ 120. Saiba mais aqui!

Sotaque italiano no Quadrucci

Cada nova estação traz novidades ao cardápio do Quadrucci. Pelas mãos do chef curioso Ronaldo Canha, a casa mantém suas opções sempre frescas, e para a estação a inspiração veio de clássicos da gastronomia italiana, que ganharam releituras criativas. Já no primeiro capítulo, um carpaccio de atum com aioli de basílico é a atração, e traz um leve toque ácido do vinagrete de iogurte e limão siciliano (R$ 39), mas divide a ala com um clássico que vemos pouco por aqui e, portanto, entra no "pacote": o vitelo tonnato, clássica receita do Piemonte com base de carne de vitela e molho cremoso de atum ganha a companhia da salada de lentilhas du Puy (R$ 37). Entre os principais, o destaque é o cherne grelhado, acompanhado de capeletti recheado com ervilha e bacon, e caldo de crustáceos com açafrão (R$89). O caldo, extremamente saboroso, é preparado com cascas de camarão e lagostim, ostras, mexilhões inteiros e peixe. Outra pedida com pinta de obra prima são os frutos do mar grelhados - camarão, polvo, lula, mexilhão e lagostim -, servidos sobre risoto de bisque, onde Ronaldo ainda acrescentou cúrcuma, "avermelhando" o prato (R$115). Rua Dias Ferreira 233, Leblon. Tel.: (21) 2512-4551. 

Atum azul: o trunfo do NAGA

Uma das espécies mais nobres e cobiçadas de atum típico do oceano Atlântico, o "azul", Thunnus thynnus, ou simplesmente “Blue fin” vem roubando a cena no balcão do Naga, japonês do VillageMall. O peixe vindo da Espanha está disponível em edição limitada no restaurante, onde chega sempre às quintas-feiras e, diga-se de passagem, raramente chega às segundas. Nos sushis e sashimis, vem em dois cortes: o Akami, carne magra e avermelhada do lombo e o O-torocarne rosada, com gordura fina, untuosa e entremeada, considerada a mais nobre do peixe nos sushibares do mundo. Ambos se destacam pela gama de sabores e cores, distintas entre si, mas surpreendentes. Os preços variam entre R$ 30, a dupla de sushi da primeira, e chega a R$ 120 pelo suculento trio de sashimi o-toro. Diga-se de passagem, é do Naga o maior sushi bar da cidade, assim como uma das cartas de saquê mais interessantes, que traz 20 rótulos, entre raridades garimpadas a dedo pela sommelière Yasmin Yonashiro. Avenida das Américas, 3900, 3º piso. Tel.: (21) 3252-2698 | 3252-2567.

Tabuleiro da Keka: novidade para os amantes da culinária baiana

Antes a frente do quiosque Oke Ka Baiana Tem na Lagoa, a baiana Keka Almeida chegou no início de 2017 a Ipanema, e agora perfuma a Rua Teixeira de Melo com seus acarajés preparado na hora. No maior clima de botequim baiano, o lugar é multicolorido e ganhou trilha sonora nordestina, que mistura clássicos de Gilberto Gil com hits de Johnny Hooker. O quitute clássico pode ser degustado na versão grande (R$ 20) ou em porção de seis unidades (R$ 30), acompanhado tanto por uma cerveja gelada quanto por uma autêntica caipirinha de Seriguela (R$ 22). Da cozinha saem ainda petiscos saborosos como casquinha e pasteis de Siri, mas a sensação tem sido as panelinhas individuais, que trazem clássicos como o bobó de camarão (R$ 60) e moquecas de peixe ou camarão, mas também receitas menos comuns por aqui como a frigideira de siri (R$ 40) e a moqueca de Banana da Terra, uma homenagem de Keka a amiga da família, a apresentadora Bela Gil. Rua Teixeira de Melo 31, Ipanema. Tel.: (21) 2513-3900.

veja também

by mg studio