Ciclovias do Rio: explorando a cidade sobre duas rodas - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Ciclovias do Rio: explorando a cidade sobre duas rodas

Seja de bicicleta, patins ou skate, os mais de 300km de ciclovias da cidade contam com pitstops interessantes que muitas vezes passam despercebidos na correria do dia-a-dia. Que tal aproveitar o verão para re-explorar antigos caminhos? Squeezy e filtro solar na bolsa e vamos nessa! (por MAFÊ SOUZA fotos VISITRIO)

ROTA ARTSY

Ponto de partida: uma volta pelas exposições da Escola de Artes Visuais, que fica dentro do Parque Lage. Aproveite a visita para  passear pelas ruínas do antigo engenho de açúcar que ali ficava na época do Brasil Colonial. De lá, parta para o Bastarda Café, recanto de ciclistas na Rua Von Martius 325. Mistura de cafeteria descolada com loja de apetrechos para bicicletas, lá você encontra desde diferentes métodos especiais de extração de café, comidinhas deliciosas e uma bomba de ar para calibrar o pneu da sua bike. Ali pertinho, na Rua Pacheco Leão, a La Bicyclette também é opção para um lanchinho ou até mesmo para comprar uma baguete para o lanche de mais tarde.

Próxima parada: Casa Vinte. O espaço de coworking é uma boa pedida para garimpar achados de marcas independentes. Saindo dali, vá para o Jardim Botânico, com suas 6500 espécies de flores brasileiras e estrangeiras, distribuídas 54 hectares ao ar livre e estufas. Dá para encarar o passeio pelo orquidário, ou só fazer uma caminhada e respirar o ar puro. Continue o caminho sentido Gávea e faça uma parada na clássica Praça Santos Dumont, que recebe uma feira livre nas manhãs de sexta. Se a fome já estiver batendo, experimente o chope gelado com uma linguiçinha do clássico Braseiro da Gávea, ou subir a Marquês de São Vicente e se deliciar com o brunch do Empório Jardim à beira da piscina do Instituto Moreira Salles. Não saia de lá sem passear pela casa que é um marco da arquitetura moderna dos anos 50, e abriga exposições e até um cineminha.

PELOS BECOS DO CENTRO

Com a revitalização do Porto Maravilha, a área do Centro ganhou não só mais movimento, como também mais 17km de ciclovias para facilitar o trânsito pela região. Para desvendar as novidades por lá, comece o passeio pelo Museu de Arte Moderna, que no momento abriga a exposição Em Polvorosacom instalações monumentais do acervo. De lá, desça a ciclofaixa da Av. Calógeras e vire à direita na Rua Santa Luzia, e não deixe de contemplar o Palácio Capanema, prédio histórico que sediou o Ministério da Cultura na Era Vargas. Desça a rua até o Museu Histórico Nacional, boa pedida para conferir a exposição The Art of Brick, de esculturas feitas de Lego, e atravesse a Praça Marechal Âncora. Momento certo para sacar o celular e bater aquela foto: a vista engloba a Ilha Fiscal e toda a baía de Guanabara.

Continue o passeio atravessando a histórica Praça XV, e seguindo pelo Boulevard Olímpico até a Praça Mauá – que abriga o Museu de Arte do Rio e o bombado Museu do Amanhã. Outro momento click! Ficou com fome? Vale experimentar os quitutes da chef Flávia Quaresma no café Fazenda Culinária, no Museu do Amanhã, ou provar a cozinha urbana do Mironga. Siga pelo Boulevard Olímpico, conferindo o painél de grafite do celebrado Kobra, entre outras obras, até a novidade da vez no porto: o AquaRio, onde 3 mil animais de 350 espécies diferentes esperam o público. Termine o passeio na badalada Pedra do Sal, monumento histórico que abriga rodas de samba e de choro diárias. Se quiser forrar o estômago antes da cervejinha, a pedida pode ser o ASA Açaí, pertinho dali, que além da iguaria que dá nome a casa, também serve pratos tradicionais da região Norte.

RIO 360 GRAUS


Hora de desbravar paisagens naturais cariocas, e para este roteiro, uma canga na bolsa cai bem. Vá até o Leme, de onde é possível ver toda a extensão da Praia de Copacabana com o morro Dois Irmãos ao fundo. O bairro emblemático guarda uma das vistas panorâmicas mais incríveis da Cidade Maravilhosa cujo acesso se dá exclusivamente de bike ou a pé, mas é preciso encarar uma subida de 850 metros até o Forte de Duque de Caxias (a entrada custa R$4). Próxima parada: Bondinho, através da ciclovia que passa pelo túnel novo. Se estiver inspirado, estacione a magrela e dê uma de turista em um passeio pelo Pão de Açúcar, ou se preferir, recarregue as energias com um mergulho + água de coco na Praia Vermelha.

Destino certo depois de lá é a Mureta da Urca, pitstop para tomar uma cerveja gelada com os pastéis delicioso do Bar Urca. Pode descansar bastante, porque até a última parada, o caminho é cansativo: siga pela Av. Pasteur até a Rua General Severiano e se prepare para enfrentar os 600m de subida até o Mirante do Pasmado para finalizar o passeio com a vista incrível do Pão de Açucar com a Praia de Botafogo.

 

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *