Dias Ferreira abraça o Dia Mundial do Vegetarianismo com pratos especiais - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

celeiro dia mundial do vegetarianismo

Dias Ferreira abraça o Dia Mundial do Vegetarianismo com pratos especiais

Dias Ferreira sem carne. A rua do Leblon que é sinônimo de boa gastronomia abraça o Dia Mundial do Vegetarianismo, celebrado em 1º de outubro, e aposta em opções de pratos mais verdes.

Entre os restaurantes participantes, está o recém-inaugurado Zaya, gastrobar com excelentes drinques e petiscos veggies como o Bao Vegano (pão chinês tipo bao servido com berinjela empanada, maionese verde de abacate e picles de pepino e cebola roxa) e o Spring Roll (rolls vietnamitas com ceviche de banana da terra, toque refrescante de gengibre e hortelã e sour cream.

VOCÊ TAMBÉM DEVE GOSTAR:
Minichef por um dia: Fasano promove Dia das Crianças diferente
Festival de Primavera invade restaurantes no Jockey
Conheça quatro novos restaurantes japoneses no Rio

E por falar em locais de bons drinques, o Stuzzi é mais um a se dedicar a pequenas porções para acompanhar os coquetéis, como trio de bruschettas – a clássica de tomate, queijo de cabra com figo e mel e funghi gratinado. Outra opção também é o risoto de açafrão com legumes. E a novidade, é que quem pedir qualquer um dos pratos, ganha um shot de drinque.

O Liz Cocktail & Co também aposta em pratos sem proteína animal como o mix de chips feito com uma combinação de raízes brasileiras e banana da terra verde, extremamente crocantes; e o taco vegetariano, com mix de cogumelos, creme de abacate, coentro, pimenta dedo de moça e cebola roxa.

As bruschettas também são as apostas da Dom Chopperia . E já que estamos nos bares, o Boteco Boa praça oferece para o Dia Mundial do Vegetarianismo o miniburger feito de feijão fradinho com aveia e funghi seco. além do Wrap de falafel, que vem no pão folha recheado com homus, alface, tomate, folhas verdes e falafel árabe. Já o Brewteco foge um pouco do público vegano e foca mais nos vegetarianos, com petiscos como bolinho de arroz bem cremoso, recheado de queijo e acompanhado de geleia de pimenta e queijo coalho arretado, grelhado, servido com orégano e melaço.

O restaurante Celeiro não precisou inventar muito, pois já é point de saladas com mais de 15 opções vegetarianas. Entre as apostas, destaque para as saladas de grão de bico, abóbora grelhada com couve kale, gorgonzola e semente de abóbora  caramelizada, carpaccio de legumes e mix de quinoa com frutas secas. Outra opção para quem busca saladas é o buffet do supermercado Zona Sul, que também disponibiliza dois pratos vegetarianos e um vegano nas sugestões do dia.

Não dispensa uma massa? O Massa + Ella , Nola, La Mole e o Esch Café têm muitas opções vegetarianas e algumas veganas. Entre os mais estritos, o Nola oferece “Veg Burger” – “bife” 100% vegetal com com ketchup de beterraba, chips de baroa e mix de folhas, podendo ter queijo minas padrão, para quem não for vegano. Já o Esch Café oferece nhoque de batata doce na versão sem jamon e no risoto de alho poró e rúcula. Além disso, quem pedir um dos pratos ganha um bolo de chocolate de sobremesa para finalizar a refeição com chave de ouro.

Dia mundial do vegetarianismo ferro e farinha

Conhecida pelas saborosas pizzas de fermentação natural, a Ferro e Farinha oferece entradinhas como a abobrinha, lâminas de abobrinha, cogumelos marinados e assados, pesto de agrião e amêndoas tostadas e torradas à lenha; e cogumelos shitake, shimeji rosa e Paris grelhados com shoyu e dip de couve flor queimado na lenha, com torradas à lenha. E para os fãs veganos das redondas, as opções são a Marinara com molho de tomate san marzano, tomates marinados, alho laminado, orégano e azeite e a Adobo Verde preparada com molho de tomate, grana padano (que pode ser retirado), couve marinada em shoyu e gengibre, mel picante e tomates marinados.

Outra opção é o oriental Togu, que sugere para o Dia Mundial do Vegetarianismo o combinado veggie e gyoza de edamame. E para o cliente que pedir um dos itens, ganha um sunomono vegano. Já o Venga tem opções como a coliflor a la plancha, couve flor com molho romesco e o falso risoto, massa tipo “orzo” servida com cogumelos e aspargos.  

E os pães também têm vez. Isso porque a Pain Perdu Boulangerie sugere uma lista de pães veganos para ninguém colocar defeito. São as baguetes tradicionais e multigrãos, a broa de milho, as ciabattas natural e cebola refogada, as campanhas natural, integral e cacau e as focaccias. Todos os pães são feitos à base dos ingredientes: farinha, levain e água, e alguns podem ser adicionados de farinha integral e de milho, grãos, cebola refogada, cacau, tomate e azeitona. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *