Novos sons: 'Sopro' encurta distância em projeto inovador - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

Projeto Sopro Crédito: Divulgação

Novos sons: ‘Sopro’ encurta distância em projeto inovador

Do isolamento surge a união. De ideias, de sons, de criação, do resgate de antigas composições. Se o auge da pandemia trouxe o distanciamento físico, para muitos, também estimulou a criatividade como fonte terapêutica. E assim nasceu “Sopro”, resultado da união de três músicos amigos que não deixaram a distância impedir a nova produção.

Nova em termos. As músicas de Vicente Nucci, Vinicius Castro e Zé Motta foram compostas há cerca de 10 anos, quando se conheceram na faculdade de música da UniRio. O tempo levou cada um para um canto e as composições foram parar nas gavetas. Até agora. Ao, literalmente, revirar as gavetas, o trio percebeu que esse antigo projeto conversa com o momento atual. Em tempos que nos damos conta que “a vida é um sopro”, nada como revisitar sons que são um respiro para dias difíceis. “Todas as canções foram compostas há anos e trazem com elas o frescor de um momento de vida mais leve, mais simples, mais fluido”, diz o texto de apresentação do projeto.

Para a gravação remota, foi usada tecnologia de ponta, com a participação de artistas das mais diversas partes do mundo. Além de Zé, no Rio; Vinícius, em Lisboa; e Vicente, em Nova Petrópolis (RS); o álbum teve participação de músicos dos EUA, Reino Unido e até de uma orquestra de cordas de Praga.

Para viabilizar os gastos da produção do Sopro foi criada uma página de financiamento coletivo em benfeitoria.com/projeto/projetosopro, onde é possível saber um pouco mais sobre os artistas e o projeto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *