Dia da Mulher: 10 restaurantes no Rio comandados por elas - Agenda CariocaAgenda Carioca

publicidade

No Banner to display

Afro Gourmet Chef Dandara Batista Crédito Divulgação MENOR

Dia da Mulher: 10 restaurantes no Rio comandados por elas

Diz o misógino dito popular que “lugar de mulher é na cozinha”. Mas não quando se fala em cozinha profissional. A gastronomia sempre foi um ramo predominantemente masculino, com prêmios, reconhecimentos, estrelas Michelin dedicados em sua maioria para os chefs. Os. Artigo definido indicativo do masculino plural. Mas, ainda bem, os restaurantes, assim como o mundo, estão ficando cada vez mais diversificados. Ainda falta um longo caminho para uma sociedade genuinamente igualitária, é verdade. Mas, no ramo gastronômico, por exemplo, já vemos excelentes restaurantes no Rio em quem manda no menu são elas. E a variedade de sabores também é um ponto a destacar. Da cozinha de boteco à vegetariana, passando pela contemporânea à africana: confira 10 restaurantes cariocas comandados por chefs mulheres que merecem destaque:

1- Arp, Alejandra Maidana

Ceviche do Arp (Divulgação) Dia da Mulher
Ceviche do Arp (Divulgação)

O restaurante do hotel Arpoador, aberto também para não-hóspedes, ocupa uma parte interna do hotel e o calçadão da orla, sendo um ótimo convite para um happy hour à beira-mar. O bar de praia abriu com nomes do quilate da chef Roberta Sudbrack (responsável pela curadoria das comidas do hotel) e da mixologista Néli Pereira. Hoje, está sob comando da chef argentina Alejandra Maidana, do também ótimo Quitéria. O café da manhã virou um point dos fins de semana e vem com café, chá, chocolate quente, suco, pães artesanais, ovo mexido, queijo, presunto, salada de frutas, iogurte, granola, mel e um bolinho do dia, tudo de altíssima qualidade. Para o almoço e jantar, diversas opções de carnes na brasa, além de massas, sanduíches, receitas veganas, ceviche e as indefectíveis empanadas da chef.

Av. Francisco Bhering, 50 – Ipanema
Delivery: 96745-5113

+ Como é se hospedar no renovado hotel Arpoador

2 – Afro Gourmet, Dandara Batista

Ndolé (Divulgação)

Saímos para jantar em restaurantes japoneses, italianos, franceses, mas quantas vezes você programou com seus amigos uma ida a um restaurante africano? Percebendo essa ausência, e na base da “resistência e afeto”, como ela própria define a sua cozinha, a chef Dandara Batista abriu o Afro Gourmet, no Grajaú. No cardápio, muitos temperos e pratos típicos de diferentes regiões da África, como o Ndolé, prato típico de Camarões, com carne, creme de espinafre, camarão seco, banana da terra e especiarias; ou o Bobotie, um bolo de carne sul-africano.

Barão do Bom Retiro, 2316/loja A – Grajaú
Delivery: 98152-1323 , iFood, UberEats

+ Afro Gourmet: uma cozinha de resistência e afeto

3- D’Heaven, Heaven Delhayer

Pato em 2 Versões (Vitor Faria)

Escolhemos o D’Heaven por ser o carro-chefe da chef, mas seus restaurantes se espalham pela Barra. Tem também o Heaven Cucina e o Nonna Per Heaven. Filha de mãe francesa, pai português e com parentes italianos, a petropolitana coloca o DNA nos seus temperos. Heaven ficou conhecida nacionalmente ao ser finalista do MasterChef Profissionais. No menu do D’Heaven, inspirações francesas e pratos que já são clássicos, como a entrada Gnocchi Fritti, que vem com mix de geleias caseiras de goiabada picante, maçã e salsa picon. Para compartilhar, o Pato em 2 Versões é a dica. São duas unidades de confit de canard e um magret grelhado ao ponto rosé sobre cama de mini batatas, échalotes e mix de champignons dourados, finalizada com demi glacê de pato e ciboulette.

Shopping VillageMall, Piso L3, Barra da Tijuca
Delivery: 3252 2896

4- Aconchego Carioca, Kátia Barbosa

Bolinho de feijoada do Aconchego (Berg Silva)

Botequim é lugar de mulher, sim! E quem melhor para provar isso que Kátia Barbosa? Seu bolinho de feijoada já devia ser considerado patrimônio cultural gastronômico da cidade. Inventado, copiado, pirateado, congelado. Só não foi patenteado porque não existe direito autoral para receitas. O Aconchego traz aquele insubstituível clima boêmio carioca e receitas premiadas que mesclam o melhor da cozinha de boteco com a nordestina.

Barão de Iguatemi, 245 – Praça da Bandeira
Delivery: pelo app

5 – Cozinha, Monique Gabiatti

Arroz meloso de polvo (Divulgação)

Mais uma participante do MasterChef Profissionais, a sergipana Monique Gabiatti também traz alguns endereços na cidade. Sua especialidade são os frutos do mar, que dão o tom do cardápio do seu restaurante Cozinha. Entre os destaques, Arroz Meloso de Polvo e a Paella. Uma versão “pocket” focada em crus e acepipes é o Crudo, que também fica no Be+Co, em Botafogo.

Be+Co – R. da Matriz, 54 – Botafogo
Delivery: Rappi

6 – Capim Santo, Morena Leite

diada mulher
Lagosta gratinada no abacaxi (Divulgação)

Sucesso na Bahia e em São Paulo, o Capim Santo chegou ao Rio em 2016 com sua mistura de ingredientes brasileiros com técnicas francesas. Com diversos livros lançados e diploma da Le Cordon Bleu, Morena nunca deixou de lado o regionalismo e apreço por pequenos produtores locais. Entre as opções no menu, sempre saudáveis, mas nem por isso menos saborosas, linguado empanado com quinoa, recheado com palmito pupunha e acompanhado de flan de banana da terra; lagosta gratinada no abacaxi, prato criado pela mãe da chef e que voltou recentemente ao cardápio; e o original brigadeiro de capim limão.

VillageMall, 3° piso – Barra da Tijuca
Delivery: iFood, Rappi, UberEats

7- Naturalie, Nathalie Passos

Feijoada com ovos mexidos Naturalie Dia da Mulher
Feijoada com ovos mexidos (Divulgação)

Nathalie é daquelas chefs que fazem questão de tudo fresco, fã da comida que sai da horta direto para o seu prato. E todo esse cuidado artesanal é passado no menu do vegetariano Naturalie. A casa em Botafogo chamou atenção até de Malala Yousafzai, ganhadora do Nobel da Paz pelo trabalho de educar meninas que, como ela, foram impedidas de estudar. Durante sua passagem pelo Rio em 2019, a jovem paquistanesa já tinha ouvido falar do Naturalie e fez questão de conhecer o espaço. Além dos pratos naturais e deliciosos, o Naturalie chama atenção também por sua granola que, durante a pandemia, ganhou o Brasil em deliveries até para fora do Rio. Vale a pena!

R. Visc. de Caravelas, 11 – Botafogo
Delivery: WhatsApp (98355-7080), iFood ou Rappi

+ Naturalie bistrô: vegetariano reúne inventividade e sabor em Botafogo
+ #SegundaSemCarne: tartare de banana e quinoa thai do Naturalie Bistrô

8 – Brota, Roberta Ciasca

Batatinhas com chimichurri e creme azedo

Muitos podem estranhar a indicação aqui não ser o mais conhecido restaurante da Roberta Ciasca. Não entendam mal: o Miam Miam, que entrou no Bib Gourmand do Guia Michelin, é e sempre será uma dica nossa. Mas hoje vamos focar no seu filho mais novo, o bar de acepipes vegetarianos Brota. Corta para um dia no Be+Co, espaço cheio de opções gastronômicas muito bacanas em Botafogo. Entro acompanhada de uma amiga que diz: “vamos naquelas batatinhas e o palmito que comemos aquele dia? Estou sonhando com eles de novo”. Veja bem, em um espaço com tantas opções deliciosas de sanduíches, hambúrgueres, frituras variadas, uma pessoa carnívora optar por petiscos vegetarianos é algo que merece destaque. E o Brota é isso: um balcão típico de boteco com acepipes variados, que tem como ponto alto serem todos veggies. E o melhor: sempre cheios de sabor e muito bem temperados.

Be+Co – R. da Matriz, 54 – Botafogo
Delivery: Rappi

9 – Sud, o Pássaro Verde, Roberta Sudbrack

Polvo na brasa (Divulgação)

Roberta Sudbrack despensa apresentações e está acostumada em ser “a primeira”. Foi a primeira chef de cozinha na história do Palácio da Alvorada, quando chefiou o cardápio no mandato de Fernando Henrique Cardoso. Foi eleita  a melhor chef mulher da América Latina no concurso Veuve Clicquot Latin America’s Best Female Chef 2015, da revista inglesa ‘‘Restaurant’’. Foi a primeira chef mulher do Rio a aparecer no Guia Michelin, em 2016, com o extinto RS. Com o Sud, O Pássaro Verde, Roberta carimbou uma nova fase, mais low profile. O restaurante escondido em uma bucólica casa no Jardim Botânico traz um clima de conforto e com temperos bem brasileiros, valorizando pequenos produtores, mas sem perder a modernidade. Mesmo sem fazer barulho, a nova casa foi rapidamente notada. Tanto que em 2020 entrou na lista da renomada revista ‘Food & Wine’ de melhores restaurantes do mundo (o outro carioca na lista foi o Lasai, do Rafa Costa e Silva).

R. Visc. de Carandaí 35 – Jardim Botânico
Delivery: Rappi e
app próprio.

10 – Org Bistrô, Tati Lund

Dia da Mulher Org Bistrô

Ser sustentável é mais fácil do que parece. Assim nos ensina a chef Tati Lund, que comanda o vegetariano Org Bistrô. Entender a origem do que se come, diminuir ou cortar o consumo de carne e priorizar alimentos de produtores locais e orgânicos são alguns dos lemas da chef. Eleito o melhor restaurante vegetariano de 2020 pela revista Veja Rio, o Org Bistrô oferece pratos que variam diariamente, além de opções fixas de sanduíches, saladas e pizzas. Ah! E durante o mês de março, Tati Lund também assina a nova pizza da Mamma Jamma, dedicada às mulheres, que leva creme de cebola caramelada, tomate cereja assado, abobrinha, alho poró, molho de tomate, lâminas de alho, azeitonas pretas e raspas de limão siciliano. 

Av. Olegário Maciel, 175 – Loja G
Delivery: iFood

… e uma revelação!

Bolo de coco do Yoo2

Já estava com a lista dos dez lugares comandados por mulheres fechada quando conheci um pouco mais sobre o trabalho de Tânia Godoi, que comanda a cozinha do Yoo2. O hotel na Praia de Botafogo tem o rooftop com uma das vistas mais bonitas do Rio e é conhecido como point para drinques. Mas o cardápio, que à primeira vista pode passar batido, esconde algumas preciosidades que vale provar.

Tânia é daquelas chefs apaixonada pelo que faz. Natural de Brasília, ela rodou o país para mergulhar nos estudos da culinária, sua paixão. Da temporada em Santa Catarina trouxe muita experiência com frutos do mar. No hotel, faz questão de ter fornecedores locais e artesanais. É assim que recebe os peixes e pães que integram o menu. Entre os destaques, a bruschetta com o pão crocante do jeito certo, o tartar de salmão defumado com maionese de abacate e ovas em crackers de arroz e o parmantier de baroa, pupunha e mini legumes tostados. Para a sobremesa, o bolo de coco cremoso e geladinho, receita de sua avó, é um deleite.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *